quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Amor e Ódio .

O amor afirma, o ódio nega. Mas por cada afirmação há milhentas de negação. Assim o amor é pequeno em face do que se odeia. Vê se consegues que isso seja mentira. E terás chegado à verdade.

                                          vergílio ferreira .

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Desejos.

O libido é tão forte, tão forte, eu vou deitar sobre você e nunca mais sair. 

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Andanças.

O tempo não para, o mar não para, nada para, só vai passndo, cada momento passo como um flax, aproveite, só isso.
Estar aqui e não estar.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010


Se é pra viver instantemente, melhor viver só. Meio coringa, meio piêrrot sem um amor de uma colombina ou sem um naipe pra chamar de familia. Só precisamente só!

Beleza Jobim

No rádio tocando " E quando eu lhe telefonei, desliguei foi engano, o seu nome não sei,  esqueci no piano as bobagens de amor..." eu lembrei de você e da sua beleza tão angelical, tão doce, fui pro banho, coloqueibem levemnete as mãos na maçaneta do chuveiro, umas mãos tão angelicais, morenas. Ai que saudades de todos os momentos. Eu vou sair a noite, ir pra beira do cais e ver o dia amanhecer sozinho, só pra lembrar dos melhores momentos vividos com todos.  Ah (suspirando) jobim mais poeta que você ainda estar pra nascer.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Só se quiser.

Fique aqui, se quiser ficar comigo. Claro!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Queda.


Como num salto livre! Vou fugir de mim, dos meus pensamentos, de você, de tudo! Por um bom tempo, eu preciso ter um pouco de tempo, de colo de avó, de cheiro de terra molhada, de sair um pouco do mundo, vou ver se pulo pra fora do mundo materialista, narcisista (apesar de gostar muito desse mundo, confesso!). Esse mundo que eu escolhi pra viver, já não me faz bem. E quando bem eu estiver, talvez eu pense em voltar! 

Meias verdades.

A calmaria do mar, o vento no rosto, o passarinho cantando, andar de bicicleta na areia, dormir debaixo da sombra da arvore, ler um bom livro! Sim é isso que é bom pra mim. Mais só escuto promessas falsas, meias verdade e mentiras concretas, não quero isso! Não mesmo.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Os pensamentos confusos.

E com todo o coração rasgado, deslacerado. Você vem todo brando, pedindo colo. Não a sua chateação, a dualidade de amor. Claro, por tanto que me pague com um beijo! Não, precisa mais não!

Labirinto.

Parecem que são os únicos mortais da face da terra, que um dia vai abrir a terra ao meio. Cansei, me afastar de mim mesmo é fundamental, vá pro libido e tente sair do labirinto que é minha mente!

Narcisismo.

- Quer me amar?
- Claro que não!
- Por quê?
- Amar é um ato narcisista, que não confere a eu realçá-lo!
- Você acha que é isso que sinto por você?
- Claro.
- Então ta, tchau!
- Tchau!