quinta-feira, 22 de julho de 2010

Me abraçe.

Não veja se não me encanto com você, desejo meus braços tanto em você, não seja má menina, do um abraço, de um abraço, doce abraço em você.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Situações.

O tédio toma conta do ascente de hoje, o tédio daquele dia amargo, o que fazer? Você vai pra baladinha e pega um monte de pessoas e eu você nem liga pro meu sentimento.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Prisões.

Nunca as maçanetas foram tão brilhantes, as chaves nunca foram tão importantes pra mim, as fechaduras das janelas nunca me despertaram tanta atenção, eu nunca despertei atenção desse olhos famintos da rua, olham tanto como se eu fosse a pior pessoa, eu não sou, ainda. Não sou o único cego diante dos olhos do mundo, vejo tão mais do que as cores normais, entre o preto e branco há tantos nuances.

Casacos.

As tantas falanges do meu corpo, não me diz nada a não ser rubricas semi-postas, tenho tanto quanto meu corpo fala pra você cansar de me chatear, os casacos de pele não me esquentam mais, você não mais absorve meu amor. frio, gelido. Você esfriou em mim.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Paredes.

"Mas é você que ama o passado."

As janelas ruiram, as portas bateram, o coração apertou, eu chorei como uma criança sentado na casinha abaixo da escada e você riu da minha cara, como eu estou rindo de você agora. Como eu queria esse passado longe, bem longe do meu presente. Eu olhei pela fresta da porta e lá estava ele se arrumando pra sair, pra ficar bonito... tanto quanto é, confesso.
Mais se ainda fosse pra mim, não! É pra ele, pro outro, pra que? Só pra chamar atenção dele. A casa desmoronaria naquela hora pra mim. Você saiu, bateu a porta e me deixou. Venha como um roedor pro meus pés agora. Esqueça o passado que eu fiz parte, lembre sempre do futuro que virá, e nunca, nunca mais pense em mim.

" Minha dor é perceber, que apesar de termos, feito tudo, tudo, tudo o que fizemos. "

domingo, 11 de julho de 2010

Aspas.

Nós não temos nada em comum. A não ser as vontades estranhas de coisas estranhas. Quando te disse que era loucura, você riu. Sempre ria. Acho que é o teu jeito de demonstrar o quanto está inseguro. Uma sorte a tua eu gostar da tua risada. Acho que tua cara nunca me enganou. Nem teu jeito que todos diziam ser complexo. Você sempre foi um fraco, apenas um garotinho. Peixe pequeno esperando ser abocanhado. Mas o que eu ganharia estando ao teu lado? nada. A não ser aqueles sorrisos enviesados.

Radioativo.

Um motivo é tudo o que te peço. Nada das besteiras que você costuma falar só pra me enganar. Nada daquilo que você disse que falaria só pra me fazer feliz. Quero um motivo real e sincero. Mesmo sabendo que você não costuma treinar a sinceridade.

Deixe tuas palavras casuais pra uma outra hora. Deixe teus apelidos estranhos para um momento mais oportuno. Pare de me chamar se não há nada de novo pra me dizer. Eu cansei das velhas histórias.

Eu cansei de você. De novo.

Um outono passado.

- O amor é o ato supremo de doação.
- Eu sempre achei que o amor fosse um ato narcisista, onde você só escolhe amar a pessoa por aquilo que ama em si mesmo.
- É isso que você sente por mim?
- É.

Manequim.


São bonecos, fantoches, brinquedos. Meus desejos são os teus escravos, e só por ti é que eles continuam vivos.

Em tuas mãos são pequenos e inúteis, como grãos de areia na imensidão das praias. E mesmo assim você os retém, como reféns, como a prova de que não existe uma forma de continuar sem que seja ao seu lado.
Você tem o fio que me prende aqui. E tem a tesoura que pode cortá-lo. Já não é mais uma questão minha.

Pedaços de mim.

As janelas de minha alma estão quebradas. O vento que outrora apenas batia de encontro ao vidro, agora tem passagem livre; As cortinas vivem em eterno movimento, mascarando situações, criando sombras de sonhos, iludindo. Acho que não conseguirei entender a arte dos consertos; Nunca um coração partido foi remediado em minhas mãos, nunca um herói estilhaçado foi colado pedaço por pedaço, nenhuma nuvem de esperança diluída voltou a se condensar. Há, em algum lugar, um antídoto, um conserto, um remendo. Mas com certeza não faz parte de mim.

Ainda não.

O meu silêncio te incomodou, eu sei. E sei que minha imagem sonhadora não lhe deixou nenhuma outra alternativa a não ser a de se afastar. Eu posso mentir que foi o calor daquele dia - Estava mesmo quente, mas isso não passaria de uma falsa desculpa. Eu também posso dizer que foram os hormônios - E de certa forma, também estaria mentindo. Foi consciente. Eu quis me afastar de você porque a sua felicidade me parecia estranhamente fora de lugar, errada-mente gostosa e possivelmente profana. E eu não aguentaria mais nem um minuto olhando seu sorriso nostálgico. Eu não me aguentaria ai, entre o seu dia perfeito e a minha estranha filosofia mal acabada. Eu não conseguiria me conter, e provavelmente choraria diante da aberração que aquele momento me pareceu. E você certamente me perguntaria por que eu estava chorando e eu não conseguiria mentir e diria que era por sua causa. Daí, eu pegaria na sua mão - Ou pasme!, repousaria minha cabeça em seu peito - E deixaria toda a minha inconformidade sair em jorros bem pequeninos, molhando todo o meu rosto. E você ficaria aturdido; E eu, mortificada, e não seríamos nós dois, mesmo sendo, entende? Eu sei que meu silêncio te incomodou, mas certamente minha fraqueza te assustaria. e ainda não chegou a hora de nenhum de nós descobrir as fraquezas do outro. Ainda não.

Real.

Não sei qual é o real propósito de estarmos aqui. Simplesmente aceito a sua presença sem muitos questionamentos. Não me pergunto mais o que te motivou a falar comigo, ou o quanto foi realmente sem querer nossas conversas sem cabimento em lugares lotados. Sei que o que eu disse foi verdade; O que eu senti foi real; O que eu desejei foi possível.
 Então, eu não peço mais nada nesta nova vida, apenas que você continue sorrindo enquanto eu falo as baboseiras de sempre.

Lembranças, é só o que fica!


Quando você acorda e vê que nada está como era antes, você percebe que mudanças serão necessárias, algumas coisas terão de ser deixadas para trás para que outras possam ocupar o seu lugar. Algumas coisas são dolorosas demais de deixar, mais infelizmente são necessárias, ficaram as lembranças, memórias e saudade, aí você se dá conta que nada na vida é eterno, tudo finda e o que antes era certeza, se torna duvida e depois tende a desaparecer, sabemos que até esquecermos completamente demorará, ainda mais quando não queremos esquecer por completo. Se o ciclo parece ter chegado ao fim, cabe respeitar e se possível se ausentar, até que um dia tudo não passe de lembrança e você possa dizer : “Vivi com a maior intensidade que pude, mais uma só andorinha não faz verão!”

Pretério Imperfeito.


Abri o armário, estava uma bagunça (pra variar) e vi no fundo uma folha (aquela folha),peguei-a e vi o que tinha escrito e nela dizia: nunca vou te deixar, o nosso final feliz nós já fizemos. Onde? Quando? Com quem? Não me lembro do nosso final feliz, acho que nunca existiu, mais continuando... Então comecei a revirar o armário, encontrei tantas lembranças que hoje são tão frias, nada me pareceu estonteador, acho que mudei tanto, que as lembranças, o passado, já não se faz alegre, meu passado ele literalmente passou e eu não percebi, nem notei, não tenho saudades dele, ele foi muito importante pra me tornar o que sou hoje, mais de passado não vivo hoje. E o armário eu manterei fechado, pra quando, e se um dia, eu sentir saudade eu mergulhe lá.

Irrealidades.


Você não sente, não vê, o mundo é tão frio. Passei pela porta, e já começaram a me olhar como se eu fosse a pior pessoa do mundo, fui até a esquina e encontrei a chave da porta jogada ao chão. Foi você? Foi você que me quis pra sempre, por que pisa tanto em mim? Por que pisa nas minhas feridas abertas? Parem de me olhar com esses olhos de juízes. Não me condenem assim. E o chão onde esta?

Eu queria tanto minha mãe aqui, hoje é aniversário dela, e ela não esta aqui, ela esta em um lugar onde só eu posso vê-la.

sábado, 10 de julho de 2010

Cartomantes.

Já está escrito, já está previsto. nosso amor nada mais é surpresa, nada acontece, nada apareça, vamos mudar? Impossível, você ficou previsível, você ficou incorrigível. Cartomantes já sabem sua rotina, já sabem seu fazer de hoje. Mude. Simplesmente mude.

Tantas coisas.

E os porquê's permanecem aqui, intocáveis. Sem nenhum tipo de saída, de escapamento, surtar pode ser a melhor saída, já que é isso que as interrogações querem. Indecorosa; A saudade me evita viver ao seu lado, e você me impressiona aparecendo. O meu ver de longe, como quem tem a vida na agulha, saudade. e os porquê's permanecem.

Segredos e pessoas.

Quantos segredos que você guardava, hoje são bobos ninguém quer saber. Quantas pessoas que você amava, hoje acredita que amam você?

sexta-feira, 9 de julho de 2010

A sua voz.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho, há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas.  Sumiu, como a nuvem some no ar, você sumiu, e agora pede pra voltar. engraçado. Por que disse então que não queria saber? Agora volta. Inútil. Deplorável essa sua carinha de anjo. Sujo, nojento. Não me vem com essas historias de poeminhas de cabeçeira não.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Angusiante.


Cansaço dos dias mais angustiosos, hoje o por do sol foi tão monótono, tão sem cor, eu sai pela a porta, ouvido a mesma musica de todos os dias, faço sempre as mesmas coisas, esta ficando tão chato, tão repetitivo, tão depressivo, parei em frente o mar e não vi a beleza que sempre me falaram quem tem, foi só o mar, tão parado, acho que eu e que estou monótono, tão chato, tão velho.
Ai, como eu queria você comigo, você é alegria do meu ser, tão incógnito aqui dentro, um sentimento sem explicação, sem sentido.

Horizonte.


Cansado de olhar pro horizonte e não ver nada além das coisas que eu vi a dez ou quinze anos atrás. Nada mudou, sempre vai continuar assim, cadê a tal mudança que tanto me falaram? é tão ridículo, olhar e ver que continuam as mesmas coisas, é tão poético o modo em que me falam que vão "mudar" o mundo, ninguém nunca muda nada, só falam, cadê a velha historia da palavra do homem vale mais que mil atos? Em que planeta é isso? CANSEI! Parei com o mundo, hoje pelo menos eu mudarei algo. O horizonte permanece tão horizontal, bonito ao mesmo tempo notório. Chato.

Subindo.


Na subida da vida, o importante é se deixar levar, não for tão fracassado, pode vencer, pode subir.
Tentar? Está ficando tão notório ao ver das pessoas.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Deixa eu dançar.

Dança a resposta da alma, minha alma te responde hoje, amanhã, e sempre, minha alma é nua, é fatal, é interessante, é leiga, minha alma é tão inocente que não sabe dançar, cantar, nem se divertir, minha alma sonha em ser uma estrela notória.

Tanto Caetano.


A razão é sempre o contrario do coração, por mais certa que for a razão, o coração é a chama do prazer, coração, razão? acho que perdemos a noção do nosso perigo constante, meu perigo, meu prazer, meu coração, minha razão, eu até agora procuro onde está;
Desde que você se foi, não acho mais. Volta de vez, ou vai embora pra sempre, nessa ida e vinda de sofrimento, não tá dando pra agüentar, ou eu vou desabar, ou vou me levantar sem você, sem ao menos olhar pra atrás.


Porque eu não posso mais sofrer.

domingo, 4 de julho de 2010

Desejos, tentações e amores.

Ter o que me resta, não passa de tentanções fracassadas de desejos, de amor, amor? O que o amor, pra que ele serve? Pra me fazer sofrer, chorar, eu prefiros os amores de uma noite, os amores de cama, os amores de tesão, amar é monótono, ja virou moda, eu não gosto da moda, eu gosto do novo, eu gosto de você! Desejo você toda noite em minha cama, desejo ter você, me deseje como o Romeu desejou a Julieta. Deseje ter o que é seu por direito.

sábado, 3 de julho de 2010

Frascos e comprimidos.

Apenas um frasco que não tem mais nada dentro, apenas mais um em um zilhão atrás de um amor perfeito, o que vai tirar seu sono, seu comôdo, apenas mais um viciado em você mesmo, apenas eu, pensando em você.
Apenas um frasco que não tem mais comprimidos dentro. Apenas eu em busca dele.

Pra nós dois.


Se eu tivesse que te dizer apenas uma palavra, seria: obrigada. os motivos, você sabe. você sabe o que foi, o que é, e sempre será, e sempre representará pra mim, eu sei disso. E além disso, uma frase: eu te amo, e estarei sempre aqui. eu tentei, mas sentimentos como esse não se descrevem. a gente conta uma parte, outra é subentendida, e a outra, a gente esconde.

Coisas mais concretas, coisas mais reais.

Hoje o que me vêem a cabeça, cansei de coisas sem sentido, coisas que não me levem ao verdadeiro comprometimento do meu eu.

Hoje me vêem a cabeça, meu chão firme de pisar, meu céu que sempre estará ali, às vezes nublado, às vezes com o sol radiante, não importa como, mais de algum jeito ele estará ali, eu queria que me viesse à cabeça você, você não veio, quando eu pensei foi tão rápido que eu nem pensei, foi tão rápido que eu não percebi que você estava aqui, passou, como tudo passa, como o tempo passa, você passou, e não voltou, no momento em que eu saí correndo, e bati a porta, eu esperava que você viesse atrás de mim, mais você não veio, eu também não voltei, eu bati a porta, peguei o elevador, e você não apareceu então eu segui meu caminho, e nunca mais olhei pra trás, Ah... Se você viesse atrás de mim, tantas coisas seriam diferentes, eu não teria feito tudo que fiz, em compensação não teria sofrido o tanto que sofri, você talvez não tivesse ai onde estás, talvez não virássemos "amigos", viraríamos sim namorados, mas pra que lembrar agora do que não aconteceu? Você pegou seu avião, eu fui lá me despedir, mexeu tanto comigo quando você passou no portão de embarque. Passou um filme, ou melhor, o nosso filme, tudo como deveriam acontecer, nossos planos, nossas historias, nossas risadas, nossos choros, nossos momentos de briga, até disso eu tenho saudade, você pegou seu caminho, foi embora, e o que deixou pra mim? Angústias, sofrimentos, saudades. Você, claro que você arranjou outro alguém, e nunca vai passar o que passou comigo, eu fui/sou/serei essencial pra você, mas chores o que chorei. Uma pessoa muito especial me disse há poucos dias, uma coisa, "se você não sofrer, e por que não foi especial”, mas não foram especiais, foi essencial. Pare, pense em mim, mais não como mais um, é sim como ''o um''.

Eu te amoseu pra sempre seu.