sexta-feira, 7 de maio de 2010

O beijos mais quentes.



Dos nossos planos é que tenho mais saudade, quando olhávamos juntos na mesma direção... aonde está você agora, além de aqui, dentro de mim?...”

Tranquilamente eu posso ser consciente e sentir saudade ao mesmo tempo. Eu sou humano. Fecho os olhos, tudo me emociona, tudo me faz lembrar você. Nossos sonhos, seu abraço, minhas gargalhadas exageradas, seu toque, meu excesso de carência e seu carinho imenso e intenso, que me supria.

Guardei no coração todos os momentos. Todas as palavras, as juras de amor, que não passaram de “palavras apenas, palavras pequenas, palavras ao vento”... lembra? Eu pedi tanto para que não fosse assim... e foi!

Hoje, vivemos uma nova etapa em nossas vidas. Nós mudamos, eu mudei. Sua casa dentro do meu coração continua firme e forte. Concreta. Tudo bem, eu admito. Eu a transferi para outro condomínio... mas posso te contar um segredo? Não é o que moram os meus amigos não...

Dentro de mim existe uma vírgula, uma história inacabada. Dentro de mim existem interrogações expressivas, um desejo pleno, uma esperança fatal, mortal.

Posso te agradecer? Por cada suspiro, por cada sorriso, por cada gesto de confiança, por cada minuto ao seu lado, por cada “palavra de um futuro bom”, por cada ensinamento, por me amar intensamente, por me deixar te amar tão verdadeiramente. Obrigada pela sua amizade, pelo seu mau-humor que eu adoro, por esse jeito de dono da razão e da história.

Sr. Incógnita, existe algo escondido, por trás dos panos, da pele, da mente, do coração, um sentimento que eu desconheço. Descubra. Desperte-o.Eu sinto saudade. De verdade. Mas eu aprendi a viver comigo, a ser feliz. Hoje seria diferente, eu seria meu maior admirador, eu seria meu maior e melhor amigo, minha mais verdadeira paixão.

Sim, existiu. Não, não acabou. Mas está por um triz....seu condomínio é o intermediário. E ontem, eu senti saudade.

Sei que faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar. E o vento vai levando tudo embora...
(Trechos de Vento no Litoral – Legião Urbana)